MUNICÍPIO  |  REGISTO  |  DOCUMENTOS  |  CONTACTOS  |  SIGA-NOS: | | | |

System Messages

Festival de Música Antiga de Castelo Novo

07/27/2018
07/29/2018

Subtítulo

De 22 a 29 de julho

Imagem eventos

Na edição deste ano, teremos mais uma vez vários eventos, que abarcam actividades turísticas, teatro, ensino e concertos.
 

Como evento central do Festival, teremos o Campo de Verão de Castelo Novo onde se irão desenvolver duas actividades distintas, o Early Music Summer Camp - Curso de Iniciação à Música Antiga e um Projecto de Criação Artística A Grande Batalha da Gardunha concebido por Nuno Pino Custódio a partir do imaginário de Castelo Novo, actividades que se vão desenrolar ao longo de toda a semana.
 

Os participantes irão trabalhar, como referido, num curso de iniciação à música antiga, coordenado pelas professoras Helena Raposo e Ana Figueiras, respectivamente alaudista e flautista, e ao mesmo tempo estarão envolvidos em actividades de lazer em que poderão usufruir dos magníficos espaços naturais da aldeia. O culminar das actividades será um concerto no sábado, dia 28, pelas 17h00, em que se apresentará o resultado do trabalho desenvolvido durante a semana.
 

O Projecto de Criação Artística, sob o título “A Grande Batalha da Gardunha”, um projecto da autoria de Nuno Pino Custódio, reunirá várias formas de manifestações artísticas, tendo como base o teatro e a música. O tema central do espectáculo gira em torno do fenómeno OVNI, assunto há muito tempo conotado com a região e em particular com a serra da Gardunha, e inspira-se na célebre descrição de uma presumível batalha ocorrida nos céus de Nuremberga no ano de 1561, imortalizada pelos textos e gravuras de Hans Glaser, que na época surgiram numa publicação dessa cidade alemã. O espectáculo será apresentado no sábado, dia 28 de Julho, pelas 22h00.

Nos restantes concertos do Festival deste ano, os instrumentos de cordas dedilhadas terão papel predominante.

 

Na sexta-feira, dia 27, pelas 22h00, decorrerá um concerto intitulado “Amor Fati - The Love of one's Fate”, com a soprano grega Evmorfia Metaxaki, que será acompanhada por Helena Raposo, intérprete em teorba e guitarra barroca. Apresentarão peças do período barroco para voz e Baixo Contínuo, que retractam os múltiplos aspectos do amor humano.

No sábado, dia 28 de Julho, pelas 15h00, decorrerá um concerto campestre intitulado “Canto arpeggiato”, com peças do Século XVII para voz e Baixo Contínuo, tendo como intérprete Ricardo Leitão Pedro, que tal como Orfeu, irá cantar as peças, fazendo-se acompanhar por uma teorba ou por uma guitarra barroca.

 

A gastronomia tem um papel relevante no Festival de Castelo Novo, por isso, além do Eco-Mercado “BioEco” que estará presente na aldeia no decorrer do fim-de-semana, serão vários os momentos gastronómicos ao longo do evento. Serão coordenados por Patrícia de Almeida Gabriel, que no Domingo, dia 29 de Julho, pelas 10h30, falará sobre a “Carta gastronómica de Castelo Novo”. Nessa conversa ao pequeno-almoço, também o investigador, professor e compositor Miguel Carvalhinho, falará sobre a viola beiroa.

 

No Domingo, dia 29 de Julho, pelas 16h00, a encerrar o Festival de Castelo Novo deste ano de 2018, teremos a presença de Pedro Caldeira Cabral, músico que no ano passado comemorou 50 anos de carreira. Será intérprete na Guitarra Portuguesa, mas, afastando-se do fado, onde o instrumento é maioritariamente utilizado, aborda um repertório variado, que se estende do século XVI ao século XXI. A subtileza e a expressividade necessárias à interpretação desse vasto repertório levaram recentemente Pedro Caldeira Cabral a “renomear” o seu instrumento de eleição para Citara Portuguesa.

CÂMARA MUNICIPAL DO FUNDÃO

Praça do Município
6230-338 Fundão
Portugal

T. (+351) 275 779 060
F. (+351) 275 779 079
E. geral@cm-fundao.pt