MUNICÍPIO  |  REGISTO  |  DOCUMENTOS  |  CONTACTOS  |  SIGA-NOS: | | | |

System Messages

“O Libertino passeia por Braga, a Idolátrica, o seu Esplendor”

Subtítulo

Peça de Teatro

Imagem destaque

No âmbito da iniciativa “Há Teatro na Moagem”, irá realizar-se, no dia 1 de fevereiro, sexta-feira, às 21.30h, n’ A Moagem – Cidade do Engenho e das Artes, no Fundão, a peça de teatro “O Libertino passeia por Braga, a Idolátrica, o seu Esplendor”, de Luiz Pacheco.

 

A peça, com duração de 45 minutos, será interpretada por André Louro, com encenação de António Olaio, figurino de Maria Ribeiro e assistência de encenação de Anabela Felício, sendo destinada a maiores de 16 anos.

 

Luiz Pacheco foi um escritor, editor, polemista, epistológrafo e crítico de literatura português que nasceu em Lisboa, em 1925, e morreu no Montijo, em 2008.

 

O anti-herói deste “O Libertino…” é o próprio Luiz Pacheco, que à data de 1961, andou nas carrinhas da biblioteca itinerante da Fundação Calouste Gulbenkian. Carrinhas cheias de livros que percorriam o país real, fornecendo alimento às mentes sedentas de leitura. É à sombra de uma dessa carrinhas, estacionada em Braga, que o Libertino tenta seduzir “lolitas e magalas”. Neste passeio por Braga, o Libertino não viola nenhuma ética, pelo contrário, as suas conversas e reflexões descrevem-nos e dão-nos uma imagem muito mais exata da realidade portuguesa, da vida acanhada em tempos de opressão num país cinzento de violências contidas, do que toda uma literatura que pretendeu interferente.


Ao mesmo tempo, toda esta história é marcada pelo riso, pela sátira, a ironia e a auto-ironia, o prazer pela vida. A aspiração deste Libertino é expor o quão “ridículo era o Portugal puritano de então”.

 

O espetáculo “O Libertino passeia por Braga, a Idolátrica, o seu Esplendor” transforma o texto num monólogo interpretado por André Louro que, vestindo a pele de Pacheco, recria em palco toda a riqueza de situações, acontecimentos, ambientes e estados de alma que o Libertino percorre na sua via-sacra para a redenção.

 

Os bilhetes poderão ser adquiridos n' A Moagem e terão o custo de seis euros para o público em geral. Para os jovens até 21 anos, maiores estudantes e sócios da ESTE o preço do bilhete será de quatro euros e para grupos com 6 ou mais elementos o preço do bilhete será de três euros, mediante reserva.

notícias

ultimas notícias

CÂMARA MUNICIPAL DO FUNDÃO

Praça do Município
6230-338 Fundão
Portugal

T. (+351) 275 779 060
F. (+351) 275 779 079
E. geral@cm-fundao.pt